domingo, 11 de outubro de 2009

Errar é humano

Existem pessoas que acham que estão acima do bem e do mal. Elas não erram, sua vida é uma "poço de santidade". Mas esqueçem de observar a palavra de Deus que diz Romanos 2:22 "Tu, que dizes que não se deve adulterar, adulteras? Tu, que abominas os ídolos, cometes sacrilégio?"

Como dizem os pregadores "evangelásticos" : Isso não tem aqui, mas lá de onde eu vim tem"

O evangelho de Jesus é simples, mas para muitos se torna complicado. O mestre nos ensinou a amar o nosso próximo como a nós mesmos.


Eu vejo pessoas á frente do espelho se maldizendo. è comum ouvir alguém dizer: "Como estou gorda"; "meu nariz é tão feio"; "por quê não nasci uma Gisele....."; "que cabelo Pichaim", alguns chegam ao ponto de gritar e dizer "eu me odeio".

Amigo (a) acredite Deus te fez perfeito. Um dia eu comentava com uma moça que ela deveria ir ao oculista para uma consulta, que possivelemente resultaria no uso de óculos. Ela gritou e disse: "eu não uso óculos nem pagando". Junto conosco, estava um irmão, que aos 30 anos perdeu a visão e hoje se locomove muito bem, é um exemplo de vida para todos nós. Ele disse as seguintes palavras: "Oh! Meu Deus, como eu queria ter o privilégio de usar um óculos". Conclusão. A moça marcou a consulta rapidinho.

Quem não ama a si mesmo, jamais vai amar o teu próximo. Amar é devoção total, é se importar quando ninguém importa. Conviver com diferenças. aceitar seu irmão como ele é. Respeitar seu espaço, seus limites e sua condição social.

Viver o evangelho não significa viver cada uma na sua. Não! exige renúncias, quebrantamento, entrega e disposição para mudanças.

O pior é que com um pieguismo religioso, alguns se consideram melhor que os outros.

Não estudam os exemplos dados pelo mestre. O lavar dos pés dos discipulos não significa nada para eles. O perdão da mulher samaritana de nada serve. O escrever na areia enquanto os homens acusam uma prostituta, não tem importância alguma, para este juízes implacáveis, constituídos por si mesmo, para apontarem o dedo e julgarem ao seu próximo.

Seu irmão pecou! Você como pessoa sensata, equilibrada na fé, longânima, preste-lhe sua solidariedade bíblica e o perdôe. Não concorde com o seu pecado. Mostre-lhe como ele precisa fazer para encontrar o caminho do perdão. Não vá concordar que ele fique vivendo do pecado, isso não. Mas ao ler e aplicar as escrituras, você como "benção" nas mãos de Deus lhe mostrará o caminho da verdadee

Um comentário:

  1. A paz seja convosco!

    Tem um selo pra você no Blog ICABODE-FOI-SE A GLÓRIA DE DEUS!

    Seu Blog é ralmente uma bênção!
    Fique na Paz!

    ResponderExcluir